Matei 400 búfalos em ritual de magia para absolver Color


"Matei 400 búfalos para absolvê-lo (Color) no STF", afirma Homossexual "Pai-de-Santo."


Coluna - Brasil Confidencial
Revista ISTOÉ - 23/07/2012
por Cláudio Dantas Sequeira
Trabalho de Hércules

Sem força política, o ministro do Trabalho, Brizola Neto, vem mostrando enorme submissão aos desejos do deputado Paulinho da Força (PDT), que quer transformar o delegado aposentado Eudes Carneiro, denunciado por ISTOÉ, em coordenador da comissão que analisará a concessão de registros sindicais. Seria a mesma coisa que colocar a raposa tomando conta do galinheiro. Tudo atendendo aos interesses do próprio Paulinho, que é candidato a prefeito de São Paulo.

Toma lá dá cá

RALF GENARY, ex-pai de santo de Fernando Collor

ISTOÉ – Rosane Collor mentiu sobre os rituais de magia negra?

Pai Ralf – Mentiu. Depois do impeachment, passei a trabalhar para o casal, que estava insatisfeito com a Maria Cecília. Eu livrei a Rosane do processo da LBA.

ISTOÉ – E que trabalhos o sr. fez para o Collor?

Pai Ralf – Desfiz a macumba que derrubou ele da Presidência, impedi seu suicídio, consegui a absolvição no STF e o mandato de senador. Tudo com ajuda espiritual da entidade Maria Padilha. Sacrifiquei 400 búfalos.

ISTOÉ – A maldição de Collor existe?

Pai Ralf – Sim, mas ele nunca fez trabalho para o mal. Apenas pediu que seus inimigos recebessem de volta o que fizessem contra ele. É a Justiça de Xangô. Agora ele tem dívidas espirituais para pagar.

Comentários

Postagens mais visitadas