FOGO EM SEU ROSTO

Publicado por padom em 4 setembro, 2009
Email This Post Email This Post

Menina cristã, de 10 anos, perdoa seus agressores: ‘Eles estavam fora de si; eles não conhecem o amorde Jesus’.
Extremistas hindus queimaram o rosto de uma menina cristã de 10 anos, infringiram feridas por estilhaços de bombas em 40% de seu corpo e forçaram sua família a se esconder em uma floresta, fugindo para um campo de refugiados em Orissa, na Índia. No entanto, essas situações não abalaram a sua fé e a sua gratidão a Deus nesse período, ocorrido próximo ao último natal.
“O natal é um tempo para agradecer ao Jesus bebê que me salvou do fogo e salvou meu rosto que estava desfigurado e ferido”, disse Namrata Nayack ao Ásia News.
O rosto de Nayack foi seriamente mutilado depois que extremistas hindus bombardearam a casa onde ela estava. Eles invadiram a casa e atearam fogo enquanto Nayack e seus irmãos se escondiam em um pequeno banheiro. Antes de saírem da casa, eles deixaram uma bomba em uma padom.com.br/wp-content/uploads/2009/03/img4970f2508af46.jpg”>img4970f2508af46cômoda, de acordo com a reportagem.
Embora a menininha tenha sobrevivido à destruição, a bomba detonou e queimou o seu rosto. A explosão também atirou estilhaços em sua face, mãos e costas.
A mãe de Nayack, Sudhamani, veio correndo da floresta onde estava escondida.
“Nós vimos tudo queimar e tememos que todos tivessem morrido nas chamas”, disse Sudhamani. “Ao invés disso, graças a Deus, todos se salvaram. Só que a minha filha havia sido ferida. Mas Jesus cuidou dela. Nós a levamos para um hospital em Berhampur, ainda inconsciente e gravemente ferida”.
Nayack passou 45 dias se recuperando no hospital. A despeito dos problemas, ela está muito animada e dando graças a Deus por havê-la curado.
“Há muita dor e sofrimento e eu não sei por quanto tempo as forças especiais irão nos proteger”, ela disse ao Ásia News. “Mas o natal é tempo de gratidão. Eu temo que o meu povo ainda seja atacado, mas esta é a nossa vida. Se Deus me salvou, ele pode salvar outros cristãos também”.
A violência começou depois que os cristãos foram considerados culpados pela morte do líder hindu Swami Laxmanananda Saraswati. Eles continuaram a ser perseguidos embora os maoístas tenham admitido abertamente o assassinato de Saraswati.
Os hindus têm oferecido dinheiro, comida e álcool a qualquer um que mate cristãos e destrua suas casas – especialmente a de pastores. Milhares de casas e igrejas têm sido destruídas e os cristãos têm sido forçados a fugir por causa da violência. Muitos têm sido mergulhados em querosene e sendo transformados em tochas depois de se recusarem a renunciar à sua fé cristã.
No entanto, Nayack estimula os cristãos indianos a perdoar os agressores hindus. “[Nós] perdoamos os radicais hindus que nos atacaram, que queimaram nossas casas”, disse ela ao Asia News. “Eles estavam fora de si, eles não conhecem o amor de Jesus. Por esta razão, eu agora quero estudar para que, quando ficar mais velha, possa dizer a todo mundo o quanto Jesus nos ama. Este é o meu futuro”.
Nayack disse que o plano de sua vida é compartilhar a mensagem do amor de Deus. “O mundo tem conhecido o meu rosto destruído pelo fogo, agora ele deve conhecer o meu sorriso cheio de amor e paz”, disse ela. “Eu quero dedicar a minha vida para espalhar o Evangelho”.
(Fonte: WorldNetDaily)

Comentários

Postagens mais visitadas