Mulher chinesa forçada a fazer aborto aos 7 meses de gestação


Província de Shanxi, na China. Direitos da Mulher Sem Fronteiras tomou conhecimento de que uma mulher foi violentamente interrompida aos sete meses de gravidez em 03 de junho de 2012.
De acordo com um relatório do 64Tianwang organização baseada na China sobre os direitos humanos, a mulher, Feng Jianmei, foi espancado e arrastado para um veículo por um grupo de funcionários de Planejamento Familiar, enquanto seu marido, Deng Jiyuan, estava fora trabalhando. Os funcionários pediram para RMB 40.000 em multas de família Feng Jianmei da. Quando eles não receberam o dinheiro, eles Feng forçosamente interromperam a gravides  aos sete meses, colocando o corpo de seu bebê abortado ao lado dela na cama. Feng está sob tratamento médico em Ankang City, Zhenpin County, Zengjia cidade, vila Yupin.
Reggie Littlejohn, presidente dos Direitos das Mulheres Sem Fronteiras, declarou: "Isto é um ultraje. Nenhum governo legítimo iria cometer ou tolerar tal ato. Aqueles que são responsáveis ​​devem ser processados ​​por crimes contra a humanidade.WRWF apela ao governo dos Estados Unidos e os líderes do mundo livre para condenar fortemente o aborto forçado e todo o planejamento familiar coercivo na China. "
Assine a petição contra o aborto forçado aqui:http://www.womensrightswithoutfrontiers.org/index.php?nav=sign_our_petition
Assista a um vídeo sobre o aborto forçado aqui:
Leia o relatório original sobre Feng Jianmei aqui:

Comentários

Postagens mais visitadas