LIBERDADE DE CRIAÇÃO & LIBERDADE DE EXPRESSÃO (O CANTO DA SEREIA E SUA TRAMA)


LIBERDADE DE CRIAÇÃO & LIBERDADE DE EXPRESSÃO (O CANTO DA SEREIA E SUA TRAMA)

E não sejais cúmplices nas obras infrutíferas das trevas; antes, porém, reprovai-as.” Ef 5. 11

No próximo dia 8/01- terça feira  á atriz Isis Valverde encarna Sereia na microssérie ‘O Canto da Sereia’ na Rede Globo de televisão.
Na trama, a sereia (Isis Valverde) recebe um tiro certeiro e cai, em cima do trio elétrico, na frente de milhares de fãs em plena terça-feira de Carnaval. A Bahia para. Quem poderia querer tirar a vida daquela mulher tão carismática e no auge de sua fama? Enquanto a pergunta ecoa na cabeça de todo o país, o mistério vira obsessão para o chefe da segurança particular de Sereia, Augustão (Marcos Palmeira), e aos poucos todos começam a ter seus segredos revelados – e qualquer um pode ser o suspeito.

Ocultismo, Nova Era, bissexualismo e sessão espírita se utilizando da trama para entrar nos lares
A microssérie abordará o tema bissexualidade. A sereia (atriz Isis Valderde) se relacionará com homens e mulheres e viverá momentos intensos de paixão. 
A atriz Fabiula Nascimento foi ao Gantois fazer laboratório para viver mãe de santo em minissérie (A atriz se preparou no Terreiro da Mãe Menininha). A atriz interpreta a mãe de santo Marina de Oxum, responsável pelo terreiro que a protagonista Sereia, de Isis Valverde, frequenta.

ORIXÁ
Ori= cabeça;  xá= força, energia.
Na trama (microssérie)  O canto da Sereia, existem dos orixás que já se revelaram declaradamente pelos idealizadores do programa, cito: Oxum e Iemanjá.
Tanto Oxum como Iemanjá, ambos estão dentro da legião de 7 orixás  na linha espírita de UMBANDA.

*Segundo a umbanda os filhos de Oxum, a rainha da Água doce, dona dos rios e das cachoeiras, carregam o tipo de Iemanjá . 

*Segundo a umbanda Iemanjá é uma das rainhas das águas, sendo as duas salgadas: as águas provocadas pelo choro da mãe que sofre pela vida de seus filhos, que os vê se afastarem de seu abrigo, tomando rumos independentes; e o mar, sua morada, local onde costuma receber os presentes e oferendas dos devotos.
*Jorge Amado falecido poeta baiano define Iemanjá com as seguintes palavras: "Iemanjá, rainha do mar, é também conhecida por dona Janaína, Inaê, Princesa de Aiocá e Maria, no paralelismo com a religião católica. Aiocá é o reino das terras misteriosas da felicidade e da liberdade, imagem das terras natais da África, saudades dos dias livres na floresta."Na igreja católica = sincretismo religioso Iemanjá é representado pelos demais "santos":
- Nossa Senhora dos Navegantes
- Nossa Senhora da Conceição
- Nossa Senhora do Perpétuo Socorro
- Nossa Senhora da Piedade
- Nossa Senhora Aparecida e outros...

IEMANJÁ
"Dundalunga Iemanjá!" Isto quer dizer: Salve, Iemanjá!

Ísis, Sofia, Maria, Iemanjá!... São estes os seus nomes mais conhecidos, ela que, na verdade, tem mais de mil nomes.

Eu estive observando algo muito interessante: Os diretores e produtores da microssérie da Globo denominada "O canto da sereia" escolheu a atriz Isis Valverde para ser a protagonista desta trama, mas será que foi uma mera coincidência!? Não nego que atriz Isis é talentosa e profissional, mas será que por trás dos bastidores isso não tem haver com uma espécie de ensaio de uma sessão de iniciação a Iemanjá e Oxum!? Haja visto que uns dos inúmeros nomes da mamãe sereia(Iemanjá) é Isis. Em uma entrevista no último domingo 6/1/2013, ao programa da apresentadora Regina Casé, Isis Valverde afirmou que nunca cantou na vida e que não sabe cantar e a trama exige uma personagem que atua em cena fazendo justamente aquilo que ela nunca fez antes.

Imagens de sessão de iniciação a Iemanjá e Oxum 

Esse artigo que publico não se trata de nada pessoal contra os idealizadores da trama, elenco e nem muito menos a atriz protagonista, mas como cidadão residente em um país democrático me sinto livre para expressar meu pensamento. A matéria não se trata de um talibã evangélico e nem de um ato fundamentalista psicótico de um nazista pentecostal, resolvi escrever este artigo, não para agradar ou desagradar alguém. Faço minhas as palavras de Monteiro Lobato, "Há dois modos de escrever. Um, é escrever com a idéia de não desagradar ou chocar alguém (...) Outro modo é dizer desassombradamente o que pensa, dê onde der, haja o que houver: cadeia, forca, exílio" (Carta a João P. Neto, SP, 24 de janeiro de 1948).

Comentário:
A Rede Globo não brinca em serviço; com os 'evangélicos' nas mãos, fisgados pelo Festival Promessas, exibido em dezembro de 2011, a Globo se sente à vontade para introduzir em seus lares o que ela bem entender. Isto é fato. A abertura que a Globo está dando aos evangélicos não significa que ela esta se "convertendo" como muitos creem ser de Deus, mas a emissora tem comprovado cada vez mais sua preferência religiosa.
A Rede Globo investe pesado na difusão do espiritismo em sua programação. Na teledramaturgia da emissora as figuras do mundo católico como padres, freiras e devotos são apresentados de forma esteriotipada e ridicularizada, bem diferente da retratação dos personagens espíritas.A investida da emissora na divulgação do espiritismo não é ocasional ou sazonal, parece fazer parte da ideologia do grupo, dada a frequência que aparecem na programação, no decorrer dos anos. A falecida Sra. Lily Marinho, viúva de Roberto Marinho, se dizia católica, mas desde a década de 60 era espírita.
 Lily Marinho, espírita, viúva de Roberto marinho.

Lily é respeitada entre os espíritas pelo seu trabalho de promoção da doutrina. Em 2008 recebeu a comenda Allan Kardec pelos seus préstimos trabalhos na promoção do espiritismo, da Academia espírita de letras, em sessão solene, na Assembléia Legislativa de Goiás.

O extenso histórico da Globo revela a sua preferência religiosa e podemos lembrar  em pequenas linhas  algumas telenovelas e minisséries com temas ocultistas fazendo apologia ao espiritismo, nova era, homossexualismo e outras tramas não saudáveis a sociedade e agressiva o tradicional padrão de família.

Vejamos:

Novela Amor, eterno amor, da Rede Globo, abordou temática espírita - A novela "Amor Eterno Amor" que além de ter usado como logomarca um Símbolo da Nova Era (O infinito), carregava um enredo repleto de espiritismo, com idéias de carma, reencarnação e conexão com os mortos (proibido por Deus na bíblia sagrada). “Quanto tempo dura um amor?” Em torno desta pergunta, a trama contou a história de pessoas que estão em busca de respostas e de amores perdidos no passado.


Eterna Magia: Ocultismo foi o tema principal da novela das 18h da Rede Globo - Bruxas, valentinas, feitiços e energias que alteram vidas e provocam tragédias em Serranias, cidade mineira fictícia colonizada por irlandeses, esse foi  pano de fundo para a história da dramaturga Elizabeth Jhin.



Escrito nas estrelas novela com temática espírita - As forças ocultas que comandam a Rede Globo parecem ter um pensamento bem criterioso e racional. Fazem novelas espíritas há decadas, sendo consideravelmente fiéis a doutrina dessa religião.


Podemos citar o sucesso da novela  A Viagem (a antiga e o remake) da dramaturgia citada acima Escrito nas Estrelas -A Novela "A Viagem" teve seu papel pioneiro ao trazer para as novelas, a temática do Espiritismo. Méritos para Ivani Ribeiro, que, em 1975, escreveu a primeira versão da novela, nspirada nos livros E a Vida Continua... e Nosso Lar, ambos ditados pelo espírito de André Luiz ao médium Chico Xavier contou com a colaboração do professor José Herculano Pires na última novela da qual Lúcia Lambertini (foi uma atriz, diretora e autora brasileira.)






Da mesma maneira a Rede Globo exalta o paganismo hindu (Caminho das Índias) e o estilo de vida árabe (novela O Clone) como coisas que deveriam ser desejadas pelos ocidentais - A questão curiosa é: porque os ocidentais desejariam regressar mil anos no passado, se a maioria dos países islâmicos não são de regime politico democráticos?








A idolatria, tão condenada pela Bíblia, é exaltada em novelas como A Padroeira - Fé, amor e aventura formam a base da trama de A Padroeira, novela de Walcyr Carrasco que conta a história do amor impossível de Valentim Coimbra (Luigi Baricelli) e Cecília de Sá (Deborah Secco) na vila de Santo Antônio de Guaratinguetá, na então capitania de São Paulo e Minas do Ouro, no ano de 1717. A novela tem como pano de fundo a luta dos pescadores da região pelo reconhecimento do culto à Nossa Senhora Aparecida, cuja imagem foi encontrada por eles no rio Paraíba do Sul.
- Além da tradicional influência de Romeu e Julieta, de Shakespeare, a história também tem inspiração em As Minas de Prata, de José de Alencar (1829-1877). A Padroeira foi baseada em idéia original do diretor Walter Avancini, que se afastou da novela em julho de 2001, por problemas de saúde, e faleceu dois meses depois. 

“Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal, que fazem da escuridão luz, e da luz escuridão, que põe o amargo por doce, e o doce por amargo”. Isaías 5.20.


Ficção Ensina que Espiritismo e Islamismo são boas religiões - Em Malhação chega o dia do casamento de Bruno (Caio Castro) e Samira (Thais Botelho). Logo após se converter à religião muçulmana, o rapaz pede a Jamal (Antonio Karnewale) para se casar com a namorada. Satisfeito com a postura do jovem e certo de que os sentimentos que ele nutre por sua filha são verdadeiros, o pai permite a união. Esta cena foi ao ar numa terça feira (20/4/2010). Em Malhação é simples um rapaz se converter ao Islamismo. Na vida real alguém citaria a Bíblia para ele:
(João 3:36) - Aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece.
Todo mundo sabe que os Islâmicos creem que Jesus era mero profeta, inferior a Maomé e não o Divino Filho de Deus, que criou a Terra e o Universo:
(João 1:10) – Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu.


Mas as novelas são romances que fogem da vida real. Ilusões que cativam o público e criam moda. Mesmo assim, quantos não se converteram ao Islã após a novela O Clone? Talvez poucos, mas o suficiente para condoer o coração de Deus por terem rejeitado Seu Filho Incriado.

A dúvida que o espiritismo, budismo, islamismo, judaísmo moderno e demais religiões pagãs levantam, é a mesma que o Príncipe dessa Terra (João 12:31) levantou no deserto palestino:

(Mateus 4:6) – E [Satanás] disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te de aqui abaixo; porque está escrito: Que aos seus anjos dará ordens a teu respeito, E tomar-te-ão nas mãos, Para que nunca tropeces em alguma pedra.

E a mesma dúvida que um dos ladrões que foram crucificados juntamente com Jesus repetiu:

(Mateus 27:40) - [...] Se és Filho de Deus, desce da cruz.

Malhação, O Clone, Caminho das Índias todas dizem que ‘não é importante o Filho de Deus. Vamos seguir as filosofias orientais e sermos felizes’. Mas a Bíblia diz que cedo ou tarde a Ira do Pai cairá sobre nós!

(I João 5:12) - Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida.






A abertura de "Caras e Bocas" leva a marca da zombaria ao sangue santo do cordeiro (Cristo Jesus), símbolo conhecido como "A Mancha", uma gota de sangue na letra "O" de Bocas - É uma gota de sangue em zombaria ao sangue redentor de Jesus Cristo. É o mais divulgado símbolo do satanismo da Nova Era. Dizem que tem o objetivo de vulgarizar o sangue de Jesus Cristo. Iguala-se ao desenho irregular de um líquido ao cair sobre uma superfície plana. Conhecida também como mancha de sangue. Blasfêmia e escarnio. 



No "Beijo do Vampiro" Bóris recebeu a chave da cidade que lhe deu livre acesso as casas das pessoas, para entrar e fazer o mau. Em análise, percebemos que isso é a simbologia oculta de Satanás tendo também acesso a sua casa através do entretenimento maldito - O Beijo do Vampiro era uma produção humorística, porém no ponto de vista cristão, vampiro não tem nada de engraçado e sim satânico já que traduz uma criatura que se alimenta do sangue de outros seres para sobreviver. A bíblia em Levítico proíbe beber sangue, essa prática é adotada na macumbaria (que chamamos de Baixo Espiritismo) sendo candomblé e alguns Centros de Umbanda.



Na "Avenida Brasil" pudemos expectar misticismo, vingança, luxúria, falsidade, poligamia, adultério, fornicação. Se analisarmos cada produção novelística da Globo poderemos encontrar mais de uma abordagem que não agrada a Deus. 




A banalização do pecado se torna mero coadjuvante nesta trama protagonizada por rituais satânicos de vários tipos. Sete Pecados não tem Paulo Coelho (Eterna Magia), mas tem um personagem tão maligno quanto o dele (personagem Barão), que comanda os rituais satânicos na trama. Ele usa todos os elementos, inclusive encantamentos em latim! Sabe-se lá o que estão lançando pra dentro dos lares! Onde isso vai parar? - Satanismo na novela - A novela chega ao ponto de ter uma cena que mostra um pacto satânico completo! Daqueles que se oferece a alma a satanás por algo em troca. Na novela chamaram o inferno de "astral". A página do site que fala sobre a cena fala que o pacto foi feito com o personagem Barão. Mas é óbvio que a alma da moça não foi entregue a ele. A não ser que ele seja o próprio demônio!

Leia o que diz o site da novela:
"O Barão abre um livro antigo. Pega uma caneta vermelha, um papel em branco e manda Beatriz copiar o texto que está em latim, colocar a data de nascimento e assinar. Bia estranha, treme e, em seguida, faz o que foi ordenado. O papel é queimado e as cinzas são sopradas pelo Barão, que avisa que agora o pacto está escrito no astral. Um vento toma o lugar indicando que o pacto foi aceito. Agora não tem mais volta!"

Fonte:http://setepecados.globo.com/Novela/Setepecados/Fiquepordentro/0,,AA1569997-8834,00.html

Será que aquela caneta era simplesmente uma "caneta vermelha" ou a tinta na verdade era sangue?! Sutilezas...

A cena revela fidelidade aos pactos reais, pois o personagem Barão chega a citar que "[fazer um pacto] não é tão fácil assim. Sua alma não vale tanto". Geralmente quando se fala por aí de pactos satânicos, acha-se que qualquer um pode vender sua alma a satanás, mas não é bem assim. Aqui não houve sutileza alguma...
Alguém tem dúvida das intenções da Globo com esse bombardeio de magia, feitiçaria, rituais satânicos e pecados?

Aliançado com a Palavra de Deus e com o Autor da Palavra!
Claudio Renato,Pr.

A Paz do Verbo!

Copyright © 2012-2013 Corbã Produções - Todos os direitos - Pr.Claudio Renato***

Comentários

Joelma Barreto disse…
Ótima postagem Pr. Paim
A globo não tem lugar em minha casa, glória a Deus desde que me casei, eu e meu marido não assistimos a globo, pode ir quem for, Thalles, Fernanda Brum, Ana Paula Valadão... (não condeno a presença deles na globo, até acho necessário para os que estão cegos sejam atingidos pelo evangelho, mas apenas para os que estão cegos)tenho inúmeras opções de assistir pregações, entrevistas e louvores em outros canais ou em DVD. Não entendo como servos de Deus dão audiência a essa emissora que deixa claro a mensagem que quer passar e principalmente a aversão ao nosso Deus.
Antes eu era fã do Pedro Bial, assitia todos os BBBs achava ele super inteligente e o BBB começou a fazer parte de meu dia-dia, até o momento em que descobri que Pedro Bial era ateu, e o Senhor me abriu o entendimento e pude perceber e parar para pensar, "como posso ser fã de alguém que não crê no mesmo Deus que eu?" e assistir a um programa onde o diretor diz preferir ser chamado de Diabo do que de Deus? Definitivamente, ser crente é fazer escolhas e minha escolha é buscar ser segundo o coração de Deus e assistir a globo não me leva nesta direção. Fiquem na Paz!!!
Pr.João Paim disse…
Este comentário foi removido pelo autor.