Por jovens que ouvem Nicki Minaj, autor cristão pede que as famílias orem contra a promiscuidade

O escritor Larry Tomczak destaca que o universo pop não é tão 'inofensivo'

PorLuciano Portela | Repórter do The Christian Post
Com mais de 42 anos de experiência ministrando a Palavra, Larry Tomczak aponta que o contexto reproduzido por Minaj, Miley Cyrus, Lady Gaga, entre outras, não é tão "inofensivo".
Para ele, o que o se produz na indústria da música atualmente corrompe os valores do bem, firmados pela vida em família.
"O que está acontecendo na indústria da música está minando a moral, promovendo a promiscuidade", destacou o autor em artigo para o site norte-americano Charisma News.
Segundo Tomczak, a juventude de hoje não está recebendo a orientação necessária para saber distinguir o que é impróprio do que não é.Nossa missão é clara: monitorar o entretenimento das nossas crianças, ao fazer discípulos jovens terem noção de como "apartar o precioso do vil" (Jr 15:19)", acrescentou ele.Em seguida, ele pede para que orem pelo surgimento de artistas do sexo feminino dentro de um universo mais saudável, para aplacar o "pecado que impede a presença de Deus em nossas casas e igrejas".
Outra questão que Tomczak levanta é o fato de Minaj se assumir publicamente como cristã, declarando "Deus" como herói e abordando sua fé em redes sociais.
Para o autor, a cantora está "camuflada" por um perfil que só seve para garantir suas cifras obtidas em merchandising para marcas de exposição global como Pepsi e Adidas.
Diferente do que Tomczak diz, Carol Maraj, mãe de Nicki e cristã confessa, observou em depoimento recente que sua filha reconhece e tem consciência do poder da fé em sua vida.
"Ela sempre tem o meu chamado e de meu pastor para orar por diferentes preocupações que ela possa ter. [...] Eu acredito que por ela reconhecer o poder da oração, seu forte desejo de dar o dízimo junto ao clamor de sua mãe, contribuíram para o seu sucesso", afirmou Carol.
O conflito entre a música pop e a moralidade é algo que perdura há décadas, mas Tomczak acredita que é um momento para estar sob alerta, pois para ele "o futuro das nossas famílias e nação estão na balança".

Comentários

Postagens mais visitadas